Avançar para o conteúdo

Como cortar as unhas dos gatos

    Gato com unhas de fora

    Grande parte dos donos de gatos pensam que a tarefa mais difícil, no que toca a tratar de um gato, é a hora de cortar-lhes as unhas. Esta tarefa pode tornar-se muito complicada, pois para além do medo que têm de os magoar, os gatos, regra geral, não colaboram muito. Apesar de não ser doloroso, eles evitam a todo o custo o corta-unhas, não ajudando em nada na tarefa e acabando por tornar a tarefa ainda mais stressante.

    Os gatos estão sempre a usar as unhas para trepar, brincar, caçar, marcar território… Isso faz com eles não gostem de as ter muito curtas, mas com isso quem sofre são os nossos móveis, sofás e até as nossas mãos. Dê-lhe um arranhador, assim ele irá ter onde gastar as suas garras em vez de usar a sua mobília.

    As unhas dos gatos estragam tapetes.

    Os gatos precisam de gastar as unhas, pois quando estas estão muito compridas acabam por ficar presas em todo o lado como nos tapetes e nos cobertores. Se crescerem enroladas para baixo, pode mesmo causar dor. Convém estar atento e cortar as unhas do seu animal de estimação pelo menos a cada 2 semanas. É claro que depende de gato para gato.

    Se o seu gato tiver acesso ao exterior não convém estar sempre a cortar, já que ele precisará das suas garras para se defender e trepar. O inverso acontece ao gato que fica unicamente em casa. A este convém mantê-las sempre curtas para não danificar nada na sua casa. Mas não muito curtas. Se cortar demais pode magoá-lo e pode mesmo sangrar bastante. A maioria dos gatos tem as unhas transparentes, isso facilita a visão da parte interna cor-de-rosa da unha. Devemos cortar ligeiramente a baixo dessa parte num ângulo de 45 graus para que a unha assente direito no chão.

    O seu gato poderá dar-lhe luta, tentando-o morder e arranhar durante esta tarefa. É importante que se mantenha firme e não desista de cortar-lhe as unhas. Caso contrário, o gato sentirá que ganhou a luta e tentará lutar ainda mais nas suas próximas tentativas.

    Existem corta-unhas e tesouras próprias para este uso. Escolha o utensílio que acredite que seja o mais fácil para você usar, e quando for cortar, faça-o num local calmo e familiar para o seu gato. Pegue nele de costas voltadas para si. Assim consegue ver melhor as garras. Ao segurá-lo não o aperte, se o fizer, ele tentará escapar.

    Se julgar que esta tarefa é muito difícil de fazer, pode sempre levá-lo ao veterinário para que as corte e/ou pedir-lhe algumas dicas para que esta tarefa seja mais fácil.

    Existem ainda as unhas postiças que ao serem colocadas em cima das unhas dos gatos evitam que este arranhe. Consegue encontrá-las à venda em muitas lojas de animais e pode ser você mesmo a colocar as unhas postiças. O problema é que tem que manter o seu gato imóvel para que as unhas postiças não caiam enquanto a cola seca, o que para certos gatos, não deve ser tarefa fácil. Se preferir também pode colocá-las no veterinário.

    Ainda há quem também opte por remover as unhas dos gatos, mas em Portugal tal ato é considerado uma crueldade e é punido por lei. Lembre-se que ele usa as unhas para se defender, para trepar e caçar. Ao tirá-las estará a tirar-lhe tudo isso. Mesmo que no seu país, tal ato seja permitido, evite-o ao máximo.

    Veja qual é a melhor solução para si e para o seu felino, siga estas dicas e verá que tudo correrá bem. Com o passar do tempo, o gato habitua-se a cortar as unhas e irá facilitar-lhe a tarefa.

    Subscreva a nossa newsletter e receba as nossas novidades no seu email: